Passagem administrativa pode ser solução.

A crise pandémica que assola o mundo, e que está a ter fortes repercussões a nível económico, tem arrastado consigo todos os setores da sociedade global. Como tal, a educação não foge à regra.
No atual contexto importa saber o que fazer deste ano letivo e o que dele esperar. Se é verdade que todos os níveis etários apresentam claras perturbações - não esquecer que nem o segundo período terminou -, não é menos verdade que o problema maior se centra no ingresso dos alunos do secundário no ensino superior.
Como sabemos para situações especiais é preciso aplicar medidas especiais. Se seguirmos o exemplo de França e do Reino Unido podemos vir a ter passagens diretas do 12º amo para a universidade, as famosas passagens administrativas, isto porque, esses países ponderam desde já cancelar os exames de conclusão do secundário.
Como vivemos num mundo global, a Itália prepara-se para usara a mesma estratégia se as aulas não forem retomadas até dia 18 de maio. Os transalpinos equacionam ainda o recurso a uma prova oral com a duração de uma hora, feita a partir de uma plataforma on-line.
Neste momento, tudo está em equação. É necessário muita ponderação para se chegar a conclusões que não comprometam o futuro dos nossos estudantes.

 

Manuel António Sequeira

Nazaré, 7 de abril de 2020 

Facebook Connect