Onde está o pico?

 

Apesar de existirem notícias contraditórias, no que respeita ao timing do pico da epidemia, uma certeza nós temos: ainda não chegou a altura de baixarmos a guarda. É preciso manter intactas todas as respostas que temos dado aqui, para que os bons resultados prevaleçam, ainda que se verifiquem algumas discrepâncias. As distorções podem acontecer mas a força da nossa atitude volta a normalizá-las.
As manchetes daqueles dois periódicos (na foto) são, certamente, válidas e seguramente baseadas em modelos matemáticos que analisam, a curva da pandemia. Mas uma coisa é certa, para tentarmos saltar esta etapa é preciso cumprir com o que temos vindo a fazer: Ficar Em Casa.
Para além dos nossos comportamentos, que resulta da formação dos nossos munícipes muito tem contribuído o trabalho desenvolvido pelas forças de segurança do concelho. PSP e GNR, não se poupam a esforços para chamarem a atenção dos mais incautos.
Já ultrapassámos várias etapas. Não vamos desistir com a meta à vista.
Afastemo-nos para mais tarde nos podermos unir. 

 

 

Manuel António Sequeira

Nazaré, 9 de abril de 2020 

Facebook Connect