Comunicado do Partido Socialista da Nazaré

O Partido Socialista da Nazaré tem sido contactado nos últimos dias por um número crescente de nazarenos, preocupados com cartas expedidas pela autarquia, com o intuito de cobrar a taxa anual de conservação de esgotos (actual taxa de saneamento básico), relativa a 2006.

Esta tentativa de cobrança de um serviço público essencial que remonta a 2006 é a prova cabal do desnorte, da falta de rigor, do esbanjamento do dinheiro público e agora finalmente da falta de transparência de processos utilizados pelo executivo do PSD.

Ao querer cobrar um serviço prestado em 2006, ou seja, há cinco anos, o Partido Social Democrata está a dizer a todos os munícipes nazarenos que não tem capacidade para receber atempadamente os serviços que presta, ao mesmo tempo que afirma publicamente que está a lesar o interesse público, o interesse dos nazarenos.

Mais, o PSD tenta cobrar dívidas que, por se tratar de serviços públicos essenciais, sabe que prescrevem no prazo de 6 meses após a sua prestação, ou seja, deixou de poder exigir o pagamento.

Esta é mais uma prova do descontrolo financeiro que reina no executivo camarário, mas é também um reforço do que o Partido Socialista da Nazaré tem vindo a defender, o PSD não pode querer resolver a divida autárquica à custa de aumentos brutais de serviços essenciais, nem de dívidas prescritas.

É necessária uma auditoria externa às contas da autarquia, para que possamos enfrentar os problemas com rigor, com transparência e lisura de processos.

Facebook Connect