JN noticia eminente ruptura financeira da Câmara Municipal da Nazaré

Comunicado

No passado dia 28 Agosto 2011, o Jornal de Notícias noticiou o risco de ruptura financeira e falência de 24 municípios portugueses, entre os quais a Nazaré.

Esta situação agonizante, responsabilidade única de Jorge Barroso e do PSD que sempre o apoiou, é um vexame para os nazarenos, que assistem à total descredibilização pública da sua autarquia que deveria ser sempre considerada pessoa de bem, e não ser retratada desta maneira em órgãos de comunicação nacional.

Os 18 anos de mandato de Jorge Barroso e PSD colocaram o município da Nazaré numa situação financeira asfixiante, não combatendo o problema estrutural do défice, e transportando para as gerações futuras, para os nossos filhos e netos, o saldar dos erros que continuam a ser cometidos. Está gravemente limitado o investimento público no futuro mas também no presente, situação que se prolongará por vários anos.

Assim o PS Nazaré destaca dois pontos fundamentais:

  • A dívida actual do município nazareno é de cerca de 30 milhões de euros, o que representa aproximadamente 300% das receitas municipais, cenário bem mais grave do que foi noticiado pelo JN
  • Surge agora a possibilidade aventada por este jornal de sérios riscos de controlo da gestão da autarquia por uma comissão do governo em articulação com a troika, com todas as consequências que poderão daí advir para os habitantes, empresários, empresas e demais entidades do concelho

As responsabilidades de Jorge Barroso/PSD por este buraco financeiro devem ser assumidas junto da população, tal como foi feito recentemente pelo mesmo relativamente á situação dos resíduos urbanos e limpeza do município em entrevista à Rádio Nazaré. 

Face a uma situação de colossal gravidade e com impactos claros no futuro do concelho, o PS Nazaré afirma aqui a sua disponibilidade para apontar medidas que rapidamente contribuam para o atenuar deste risco de ruptura financeira.

Assistimos ainda a um momento em que a despesa com cargos políticos, sem qualquer mais-valia para os habitantes do concelho, atingiu o máximo dos 5 mandatos da equipa Jorge Barroso/PSD. Esta situação representa um encargo inquestionável, insuportável e injustificável para os munícipes.

Estão em causa não só os vereadores eleitos em listas do PS nas autárquicas de 2009 mas também o Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados, o mais caro de sempre com três elementos remunerados pela 1ª vez, um vogal remunerado da Nazaré Qualifica, situação única e desnecessária, a contratação do anterior candidato á Junta de Freguesia de Famalicão para desempenhar funções anteriormente delegadas aos vereadores e ainda o facto do Executivo Camarário dispor de dois Vereadores a Tempo inteiro numa altura em que se fala em falência do Município.

Apesar de não deter toda a informação necessária para uma correcta imagem da situação financeira do município, o PS Nazaré não deixará de pugnar pela defesa do nosso concelho, lutando por plenas condições de desenvolvimento do mesmo e pela melhoria da qualidade de vida dos seus habitantes.

Facebook Connect