Comunicado

 O secretariado da Concelhia do Partido Socialista a par dos Deputados Municipais, condenam a proposta de modelo de gestão das Redes de Água e Saneamento Básico aprovada na última Assembleia Municipal.

 
Ao optar pela gestão privada, o executivo municipal aliena um bem de todos os nazarenos por um período de 30 anos, opção que vai contra o sentir da população nazarena.
 
Nunca o Eng. Jorge Barroso afirmou antes das eleições que se preparava para colocar nas mãos de privados os nossos recursos hídricos, nem nunca o PSD Nazaré fez saber da política de aumentos consecutivos quer de água, quer de saneamento que tem vindo a colocar em prática.
 
Esta concessão significa em primeiro lugar incapacidade de gestão dos Serviços Municipalizados, apesar de serem administrados por três funcionários a tempo inteiro, escolhas pessoais do Presidente da Câmara, mas significa também e com toda a garantia, mais aumentos, significa que água e saneamento vão ficar mais caros para todos os nazarenos. 
 
O PSD Nazaré não pode querer resolver a divida autárquica à custa de bens públicos, nem de aumentos brutais de serviços essenciais. Esta é uma vez mais uma prova do descontrolo financeiro que reina no executivo camarário, mas é também um reforço do que o Partido Socialista da Nazaré tem vindo a defender. Os problemas económico financeiros da autarquia nazarena necessitam de soluções de rigor, transparência e lisura de processos.
 
O Partido Socialista votou não a esta medida e vai pugnar com todos os instrumentos ao alcance para que o sentimento de indignação que grassa na população tenha expressão em forma de luta política.

Facebook Connect