Comunicado PS - Alienação de 5 lotes de terreno, Propriedade da Câmara Municipal da Nazaré

Basta! É chegada a altura de dizer basta!

“Tem havido muito controlo nas despesas”. Estas foram as palavras do Engº Jorge Barroso na prestação de contas do exercício económico de 2008, aprovado pela maioria PSD na Assembleia Municipal.

Em 2009 o município contraiu um empréstimo no valor de 8.9 milhões de euros para pagar a fornecedores, o que não impediu que a dívida a curto prazo de chegar aos 33 milhões.

Hoje, muito controlo nas despesas faz o Concelho somar uma dívida conhecida de mais de 42 milhões de euros. A Nazaré ficou sem os dedos, o executivo municipal está disposto a vender os anéis.

Depois do anúncio da entrega da gestão da água aos privados, da anunciada intenção de entregar também o estacionamento da vila à gestão privada, o executivo quer vender os terrenos propriedade da Câmara Municipal.

O PSD Nazareno acaba de aprovar em Assembleia Municipal a intenção do Presidente da Câmara de vender cinco lotes de terreno.

Quantos anéis teremos mais para vender?

Só falta o Engº Jorge Barroso anunciar a entrega da gestão do cemitério aos privados.

Sem um plano de combate à dívida, sem uma estratégia para o crescimento, sem soluções para os municipes, o Partido Socialista da Nazaré reclama publicamente ao Engº Jorge Barroso:

a) Uma auditoria financeira às contas da autarquia por parte do Tribunal de contas;

b) Publicação no site do município de todos os pagamentos que forem feitos com a verba proveniente da venda dos terrenos;

c) Publicação no site do município, de todos os contratos de natureza financeira

celebrados pela autarquia. A saber:

1) empréstimos (contratos de de abertura de crédito bancário);

2) contratos de locação financeira;

3) factoring e negócios jurídicos conexos (protocolos de acordo, acordos de pagamento, contratos de gestão de pagamento a fornecedores, notificações de contratos de factoring, confirmação da liquidação de facturação);

4) Outros;

Facebook Connect