imprensa

Água - Posição do Partido Socialista

O Partido Socialista sempre foi, é e será contra a privatização do abastecimento e saneamento de água do Concelho da Nazaré.

Nesse sentido, jamais poderia votar favoravelmente uma moção que abre uma janela à privatização da água, tão desejada pelo PSD nos últimos anos.

O Partido Socialista exige um debate sério, transparente e com elevação, na discussão de um assunto de tamanha importância para os habitantes do Concelho da Nazaré.

 

 

Clique para ver:

Comunicado; abertura do concurso público internacional para a concessão/ privatização dos sistemas de água e saneamento do concelho da Nazaré;

A propósito da reunião de Câmara ocorrida ontem 17 Setembro de 2012, onde o Eng.º Jorge
Barroso avançou no sentido de colocar nas mãos do privado o que é de todos os munícipes, vem
o Partido Socialista afirmar o seguinte:

1- O PS manifesta total oposição à abertura do concurso público internacional para a concessão/
privatização dos sistemas de água e saneamento do concelho da Nazaré;

2- A única finalidade desta concessão/privatização é a de garantir forma de tentar chegar ao fim
do mandato a Jorge Barroso e ao PSD;

Resultados das eleições dos órgãos e presidente da Federação

Tiveram lugar a 15 de Junho de 2012 as eleições dos órgãos e presidente da federação distrital de Leiria do Partido Socialista para o biénio 2012-2014.

Estavam 338 militantes habilitados a votar na secção da Nazaré  e 36 na secção de Famalicão.

Votaram 148 militantes na Nazaré, com uma abstenção de 56,2% e 32 em Famalicão com uma abstenção de 11,1%.

Resultados das eleições dos órgãos do PS Nazaré

Tiveram lugar a 2 de Junho de 2012 as eleições dos órgãos do PS Nazaré para o biénio 2012-2014.

Estas foram as eleições mais participadas de sempre com 338 militantes habilitados a votar na secção da Nazaré e 36 na secção de Famalicão.

Votaram 310 militantes na Nazaré, com uma abstenção de 8,3% e 31 em Famalicão com uma abstenção de 13,9%.

Comunicado PS - Alienação de 5 lotes de terreno, Propriedade da Câmara Municipal da Nazaré

Basta! É chegada a altura de dizer basta!

“Tem havido muito controlo nas despesas”. Estas foram as palavras do Engº Jorge Barroso na prestação de contas do exercício económico de 2008, aprovado pela maioria PSD na Assembleia Municipal.

Em 2009 o município contraiu um empréstimo no valor de 8.9 milhões de euros para pagar a fornecedores, o que não impediu que a dívida a curto prazo de chegar aos 33 milhões.

Hoje, muito controlo nas despesas faz o Concelho somar uma dívida conhecida de mais de 42 milhões de euros. A Nazaré ficou sem os dedos, o executivo municipal está disposto a vender os anéis.

Uma dívida sem fundo.

De cada vez que analisamos as contas da autarquia nazarena uma certeza e uma dúvida são garantidas. A certeza, a dívida aumentou. A dúvida, qual será o valor desta vez?

Os municípes nazarenos têm ouvido falar disto por anos a fio, mas agora, a cada conta de água, a cada passeio pela degradada marginal, de cada vez que olham para as ruas de uma Nazaré semi-iluminada à noite, sempre que com tristeza comentam que vivem numa terra suja, com falta de limpeza, perceberam que alguma coisa esteve mal este tempo todo.

Comunicado Contador Zero

 

Gastar. Gastar e aumentar tarifários é solução preconizada pelo Psd para resolver o problema do enorme buraco financeiro que o Eng. Jorge Barroso criou ao longo de anos de exercício.

A prenda que o executivo nazareno ofereceu aos nazarenos pelo Natal, o novo tarifário de água saneamento e resíduos sólidos urbanos, prova uma vez mais o desnorte e confusão a que a governação nazarena chegou.

Partido Socialista questiona Serviços Municipalizados da Nazaré.

Nota de imprensa

 

 Encontra-se desde Agosto a obra que está a ser edificada nos terrenos da antiga rodoviária, a despejar água num ramal de esgoto doméstico, sendo pois canalizada e tratada pela ETAR, com custos para todos os munícipes nazarenos.

 

Sendo esta uma situação comentada por toda a população residente na zona, (o despejo é feito num local público), foi criado um mau estar, fruto da dúvida que legitimamente se estabeleceu acerca do pagamento do tratamento de um caudal tão intenso de água, visto o despejo no esgoto pluvial se ter mostrado insuficiente, como provou o alagamento da estrada.

 

A Câmara da Nazaré não paga a água

Esta foi a primeira conclusão do fórum realizado pelo Partido Socialista da Nazaré no passado dia 19 de Novembro, sábado, onde se debateu a concessão a privados da gestão de sistema de água e saneamento do concelho.

O presidente da Águas de Portugal, Pedro Serra, afirmou que a Nazaré está entre as autarquias que pura e simplesmente deixaram de pagar, e acumula uma divida em serviços de cerca de dois milhões e oitocentos mil euros.

Assembleia Municipal de 30/9

Declaração de voto - Águas e Saneamento

Facebook Connect